quarta-feira, 8 de agosto de 2012

DIFERENÇAS ENTRE ATIVIDADES NO MEIO LÍQUIDO E SECO.

"A força muscular sobre os ossos constitui o estímulo fundamental para a manutenção e o aumento da massa óssea". É muito importante que esses exercícios sejam realizados suportando o seu próprio peso, em função da força que os músculos exercem sobre os ossos da coluna e dos membros inferiores.

A massa óssea é relacionada à ação da musculatura sobre o osso, deste modo, exercícios gravitacionais são mais efetivos. Um programa ideal de atividade física deve ter exercícios aeróbios de baixo impacto, exercícios de fortalecimento muscular e para melhora do equilíbrio, a fim de diminuir a incidência de quedas.

Com o benefício primário da atividade física, pode evitar perda óssea que ocorre com a inatividade, o que de certa maneira pode reduzir o risco de fraturas. Entretanto não pode ser recomendada como substituta do tratamento medicamentoso apropriado.

Pensando em tudo isto, nos perguntamos o que seria mais adequado, fazer atividade no meio líquido ou seco? Isto é um assunto muito polêmico e para poder responder temos que entender a diferença entre um e outro.




Meio Seco:
Atuação da força da gravidade;
Sobrecarga articular;
Simula as AVD’s;






Meio líquido:
Atuação do empuxo;
Diminuição da sobrecarga articular;
Meio instável (não específico);




"Cada pessoa é única e isto deve ser avaliado ao indicar a atividade". Se o nível de osteoporose estiver muito elevado e acompanhado de outras patologias que causam limitações articulares importantes, o meio líquido será o melhor lugar para o:exercitar-se, atuando na manutenção. Do contrário o exercício fora da água será mais eficiente no combate a osteoporose.

Nenhum comentário:

Postar um comentário